PUBLICAÇÕES

Onze eventos e mais de R$ 7 mi
Onze eventos e mais de R$ 7 mi
17/10/2017

Onze eventos realizados em Maringá, sem setembro, receberam, juntos, cerca de 135 mil visitantes que injetaram na cidade pelo menos R$ 7 milhões. O levantamento é do Observatório do Turismo e Eventos, núcleo de pesquisa do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, e considerou congressos, simpósios, festivais e competições relacionadas ao público universitário, tecnologia da informação, moda, cultura e esporte. A Viapar Rodovias Integradas do Paraná patrocina o Observatório.

A superintendente executiva do Observatório, Yara Linschoten, explica que a pesquisa levou em consideração gastos dos participantes com alimentação, transporte e hospedagem. “Apesar de grande parte do público que compareceu a esses eventos já morar em Maringá e por isso não refletir diretamente em maior taxa de ocupação para a rede hoteleira, os números são significativos. Afinal, se Maringá tem pouco mais de 400 mil habitantes, é como se um terço a população de uma cidade do tamanho da nossa tivesse comparecido a eventos.”

Ainda de acordo com Yara, mais de 50 segmentos são movimentados por causa do calendário de eventos da cidade. Uma indústria sem chaminés que, segundo ela, gera renda e arrecadação de impostos e promove a criação de novos empregos ou a utilização da mão de obra local.

“São envolvidos nessa cadeia, assim como dos hotéis, restaurante, transporte público e táxis, também empresários de vários ramos que não entram em nosso cálculo, como montadoras de estandes, buffets, gráficas, empresas de comunicação e de  luz, áudio e vídeo, cerimonialistas, entre outros”, pontua.

O economista do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), João Ricardo Tonin, destaca que além de gerar negócios para empresários de Maringá, os eventos ajudam a mostrar as áreas que fazem parte da vocação da economia da cidade. “Percebemos que temos congressos ligados à tecnologia da informação e eventos direcionados a acadêmicos, por exemplo. Cada vez mais Maringá se torna polo universitário e em TI. Isso não é um coincidência”, analisa ele.

Para o economista do Codem, os eventos contribuem para divulgar o município para potenciais investidores. “Quando temos uma pessoa de fora que faz a sua inscrição, ela geralmente recorre à rede hoteleira e utiliza táxis. Isso mobiliza a economia, mas, os benefícios não param por aí. Isso porque essa pessoa conhecerá a infraestrutura local e divulgará a cidade quando voltar para casa. Assim, investidores e recursos poderão ser atraídos”, comenta Tonin.

Em setembro, além dos 11 eventos pesquisados, o Observatório também identificou outros 53 sediados em Maringá. Nos primeiros nove meses do ano, foram 580 eventos catalogados pelo núcleo de pesquisas.

Eventos pesquisados

VII Congresso Brasileiro de Software (CBSoft) / de 19 a 23 / 317 participantes
27º Festival Nipo-Brasileiro / de 3 a 11 / 70 mil participantes
JOIA Maringá 2016 - Festa Oficial  / dia 10 / 5 mil participantes
Festa Literária Internacional (Flim) / de 13 a 18 / 40 mil participantes
3º Congresso Internacional de Museologia: Histórias e Memórias / de 14 a 16 / 150 participantes
44º Campeonato Paranaense Caixa Sub-18 de Atletismo / 17 e 18 / 200 participantes
XI Simpósio Nacional de Geomorfologia (Sinageo) / de 18 a 21 / 600 participantes
19ª Feira Internacional de Aviação EAB AIR Show / de 21 a 24 / 14 mil participantes
37º Congresso Paranaense dos Estudantes de Zootecnia / de 22 a 24 / 90 participantes
3ª edição do Tecnomoda / 27 e 28 / 250 participantes
1ª Etapa do 10º Campeonato NBHA-PR de Três Tambores e Seis Balizas / de 21 a 25 / 4 mil participantes

Total de eventos: 11            Total de público:  aproximadamente 135 mil