PUBLICAÇÕES

Faturamento do setor
Faturamento do setor
01/11/2016

Maringá não tem praia, cataratas ou parques temáticos, mas, nem por isso, deixa de atrair visitantes e assim aquecer sua economia. Na cidade, entre janeiro e setembro deste ano, R$ 90.596.666,67 foram faturados somente pelo setor de serviços relacionados ao turismo e eventos. O valor é 10% maior do que o registrado nos nove primeiros meses de 2015, quando o faturamento foi de R$ 81.666.666,67.

O levantamento é do Observatório do Turismo e Eventos, núcleo de pesquisas do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, e teve como base o Imposto Sobre Serviço (ISS) de quase 50 segmentos econômicos do trade turístico, como rede hoteleira, agências de viagem e buffets.

O ISS é um imposto municipal cobrado sobre o valor de serviços prestados, em qualquer atividade econômica, com alíquotas que variam de 2% a 5%. No entanto, em todos os segmentos relacionados ao turismo e eventos, o tributo é de 3% do faturamento.

Segundo a pesquisa do Observatório, feita com dados cedidos pela Prefeitura de Maringá, nos nove primeiros meses de 2016 o ISS Turístico arrecadou R$ 2.717.900,00 - resultado de um faturamento de mais de R$ 90,5 milhões. Já de janeiro a setembro do ano passado, o ISS Turístico foi de R$ 2.450.000,00, imposto cobrado de mais de R$ 81,6 milhões em serviços contratados.

O diretor-geral do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), João Ricardo Tonin, explica que o aumento na arrecadação de ISS em 2016, ante 2015, se deve ao dinamismo do setor de serviços, mesmo em tempo de crise. “A prestação de serviços exige mão de obra qualificada e tem ditado o crescimento de Maringá. Como exemplo, destacamos a saúde e a educação, mas, o turismo também tem dado a sua parcela significativa de contribuição, como mostram os números”, comenta.

A superintendente executiva do Observatório, Yara Linschoten, acredita que o ISS Turístico sinaliza a importância econômica do turismo local, segundo ela vocacionada para o setor de negócios e eventos.

“Maringá geralmente é destino não daqueles que buscam lazer, mas sim, de empresários e executivos que estão na cidade a

trabalho, ou, de pessoas que desembarcam em Maringá para participar de congressos, feiras e treinamentos. Nesse sentido, o fato de nosso município ser polo educacional, do agronegócios, da indústria confeccionista e das área de TI e saúde, por exemplo, estimula a vinda de visitantes e a realização de eventos”, analisa.

O Observatório é patrocinado pela Viapar Rodovias Integradas do Paraná e conta com apoio do Sindicato dos Lojistas do Comércio Varejista de Maringá e Região (Sivamar), Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Sebrae, Cooper Card e (Codem).

Mais informações podem ser obtidas no site www.observatorioturismomaringa.com.br.