PUBLICAÇÕES

Vestibular e PAS na economia
Vestibular e PAS na economia
25/05/2017

Os três principais eventos da Universidade Estadual de Maringá (UEM) em 2016 injetaram R$ 31.527,926 na economia local, segundo estimativa do Observatório de Turismo e Eventos do Maringá e Região Convention & Visitor Bureau. Enquanto dentro da sala de aula, os candidatos se concentram para escolher a melhor resposta e carimbar o passaporte para o ingresso no ensino superior. Fora, os empresários comemoram a realização de bons negócios.

A pesquisa do Observatório considerou os 20.634 candidatos de fora da cidade que vieram a Maringá para o Programa de Avaliação Seriada da UEM, realizado em 1 dia, ou para prestar os vestibulares de inverno e verão do ano passado, com duração de 3 dias cada. Foram levados em conta gastos com hospedagem, transporte e alimentação.

O levantamento realizado pelo Observatório, ainda pesquisou 128 eventos de extensão da UEM realizados em 2016, 100 deles com sede em Maringá. Os eventos que aconteceram na cidade reuniram 15.884 participantes, sendo 1.932 visitantes. O impacto econômico dessas pessoas de fora foi estimado em R$ 2.398,384.

Os números foram apresentados pela superintendente executiva do Convention, Yara Linschoten, na segunda-feira (22 de maio), no Gabinete da Reitoria da UEM. O Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) também esteve presente.  “Traduzir para o mercado o quanto a UEM impacta positivamente na economia é um desafio. Porém, são dados importantes e que evidenciam Maringá como destino de eventos na área acadêmica”, diz Yara.

A pró-reitora de administração da UEM, Maria Helena Dias, informou que, anualmente, os investimentos em simpósios, encontros e atividades similares somam R$ 1 milhão, havendo também recursos não mensurados de outras iniciativas espontâneas de investimento. “Não existe uma central de eventos, a unidade prepara a atividade e encaminha para a Diretoria de Extensão e Cultura, que presta assessoria sobre as melhores formas de execução”, complementa. 

Na reunião, o Observatório do Convention foi representado por Dirceu Gambini, pela superintendente executiva, Yara Linschoten, pelo vice-presidente do Convention Fábio Barros e pelos assistentes do Observatório Mayra de Oliveira e Luigi Gonzaga. Já a UEM contou com a participação do vice-reitor, Júlio Damasceno; da assessora de Planejamento, Alice Murakami; da pró-reitora de Extensão e Cultura, Itâna Gimenes; da pró-reitora de Administração, Maria Helena Dias, da professora Érika Cintra; e do assessor de Comunicação Social, Elias Gomes de Paula. O Codem teve como representantes o diretor-geral, João Ricardo Tonin, e a economista Yasmine Mendonça.

Em breve, os dados apresentados na UEM serão mostrados para a diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim).

Saiba mais

O Observatório de Turismo e Eventos de Maringá monitora a tarifa média cobrada pelos hotéis; a taxa média de ocupação dos hotéis; o Imposto Sobre Serviços (ISS) arrecadado na área de turismo; o mercado de trabalho ligado ao turismo; a malha rodoviária; a movimentação do Aeroporto de Maringá e a  movimentação terrestre por meio das praças de pedágio da Viapar.

O projeto é patrocinado pela Viapar e tem, ainda, apoio do Sivamar, Codem, Acim, Cooper Card e Sebrae. Todos os dados estão disponibilizados gratuitamente no site www.maringacvb.com.br/observatorioturismomaringa.