PUBLICAÇÕES

Financiamento de bancos públicos para o turismo praticamente dobrou
Financiamento de bancos públicos para o turismo praticamente dobrou

Os empréstimos feitos pelas instituições financeiras para o setor de turismo quase dobraram entre janeiro e fevereiro de 2016, segundo boletim do Departamento de Ordenamento do Turismo, do Ministério do Turismo. Os valores aumentaram de R$ 447 milhões de janeiro para R$ 864,2 milhões em fevereiro, totalizando R$ 1,311 bilhão, nesses dois primeiros meses do ano.

“O Ministério do Turismo trabalha na interlocução com os bancos públicos para ampliar e melhorar as condições das linhas de crédito oferecidas pelos bancos públicos para o setor. Elas favorecem o fortalecimento da atividade turística por meio do apoio a inovação e adequação da infraestrutura às necessidades do consumidor”, explica o ministro do Turismo, Alessandro Teixeira.

O Banco do Brasil ofereceu a maior parte dos financiamentos – R$ 814,37 milhões nos dois primeiros meses do ano, o que corresponde a 62% dos valores. A Caixa Econômica Federal aparece em segundo lugar com R$ 459 milhões (35%) e o Banco do Nordeste aparece em terceiro, com R$ 24,55 milhões em empréstimos. O Banco da Amazônia, por sua vez, forneceu R$ 13,95 milhões.

O valor de fevereiro deste ano foi 4% superior ao registrado no mesmo mês de 2015, quando os bancos públicos financiaram R$ 830,7 milhões. Além do financiamento para as empresas turísticas, o Ministério do Turismo articula com os bancos empréstimos para o consumidor final, por meio de cartões de crédito de turismo, que podem ser usados em hotéis, companhias aéreas, locadoras de veículos, restaurantes, bares e parques temáticos. A Caixa Econômica, por exemplo, nos dois primeiros meses do ano, disponibilizou para uso do consumidor final R$ 2,6 bilhões em cartões de crédito.

FONTE: MTur / Foto: - Búzios. Crédito: Embratur