PUBLICAÇÕES

Turismo de negócios em alta
Turismo de negócios em alta
10/09/2018

O mercado que envolve os segmentos do turismo de negócios está aquecido em Maringá. É o que indica um levantamento feito pelo Observatório do Turismo e Eventos do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau. Segundo a pesquisa, o faturamento  dos organizadores, promotores e produtores de encontros, feiras e congressos teve alta de 48%.

O aumento é referente ao acumulado nos cinco primeiros meses de 2018 em comparação com igual período do ano passado. Enquanto de janeiro a maio deste ano o setor faturou R$ 4.996.673,33 em 2017 o valor chegou a R$ R$ 3.373.780,00.

O cálculo leva em consideração o Imposto Sobre Serviço (ISS) arrecadado de empresas com atividade voltada para organização, produção e promoção de encontros, feiras, congressos e eventos, com exceção dos esportivos e culturais.

O ISS é um imposto municipal cobrado sobre o valor de serviços prestados, em qualquer atividade econômica, com alíquotas que variam de 2% a 5%. Porém, em todos os segmentos relacionados ao turismo e eventos, o tributo é 3% do faturamento.

Somente de ISS, o Município arrecadou de janeiro a maio deste ano, em virtude das feiras, encontros e congressos, R$149.990.200. No ano passado, nos cinco primeiros meses do ano, foram R$ 101.213.400 de arrecadação..

O Observatório do Turismo e Eventos reúne informações para identificar os potenciais e as carências do turismo e eventos da cidade. Os dados são disponibilizados para que especialistas, poder público e privado e a sociedade civil organizada sejam auxiliados nas tomadas de decisão que envolvam o setor.

São monitorados, além do ISS Turístico, a tarifa média cobrada pelos hotéis; a taxa média de ocupação dos hotéis; o mercado de trabalho ligado ao turismo; a malha rodoviária; a movimentação do Aeroporto Regional Silvio Name Júnior e a movimentação terrestre pela Viapar.

O projeto é patrocinado pela Viapar e tem, ainda, apoio do Sindicato dos Lojistas do Comércio Varejista de Maringá e Região (Sivamar), Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), Cooper Card e Sebrae.

Todos os dados estão disponibilizados gratuitamente no site www.maringacvb.com.br/observatorioturismomaringa.

Crédito da foto: Pixabay